Ventilação no ambiente construído para reduzir a transmissão aérea de agentes infecciosos

Added May 14, 2020

Citation: Li Y, Leung GM, Tang JW, et al. Role of ventilation in airborne transmission of infectious agents in the built environment – a multidisciplinary systematic review. Indoor Air 2007; 17(1): 2-18

De que se trata? Intervenções físicas tem em vista prevenir e controlar a transmissão de agentes infecciosos pelo ar que deveriam interromper ou reduzir a propagação do COVID-19. A pesquisa sobre o papel da ventilação no ambiente construído pode fornecer evidência para ajudar na escolha dessas intervenções.

Nesta revisão sistemática, os autores pesquisaram artigos relatando a contribuição para a disseminação de doenças infecciosas no ar nas taxas de ventilação interna, e os padrões de fluxo de ar e sobre os requisitos mínimos de ventilação para minimizar a transmissão de doenças infecciosas no ar. Eles restringiram suas pesquisas a artigos publicados em inglês e fizeram a pesquisa em março de 2005. Eles incluíram 40 artigos e reuniram um painel de consenso multidisciplinar para avaliar o conteúdo desses estudos.

O que foi encontrado: As salas de isolamento com pressão negativa são eficazes para reduzir a transmissão de pacientes infectados hospitalizados.

Há evidências fortes e suficientes de uma associação entre as medidas de ventilação e o controle da transmissão e disseminação de agentes infecciosos no ar, como SARS e influenza; mas os requisitos de ventilação para minimizar a transmissão aérea de agentes infecciosos em ambientes como hospitais, escolas, escritórios e outros edifícios são incertos.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share