Resultados clínicos de longo prazo em sobreviventes de SARS e MERS

Added July 29, 2020

Citation: Ahmed H, Patel K, Greenwood DC, et al. Long-term clinical outcomes in survivors of severe acute respiratory syndrome and Middle East respiratory syndrome coronavirus outbreaks after hospitalisation or ICU admission: a systematic review and meta-analysis. Journal of Rehabilitation Medicine. 2020 May 25;52(5):jrm00063.

O que é isso? Alguns pacientes com COVID-19 ficarão gravemente doentes e poderão sofrer complicações a longo prazo devido à sua doença. A pesquisa sobre os resultados clínicos de longo prazo de pacientes com outros coronavírus (SARS e MERS) pode fornecer informações úteis para profissionais de saúde e legisladores.

Nesta revisão rápida, os autores buscaram estudos sobre complicações clínicas de longo prazo (> 3 meses) para sobreviventes de SARS e MERS, após hospitalização e internação em unidade de terapia intensiva. Eles não restringiram suas pesquisas por data de publicação e fizeram a pesquisa em março de 2020. Eles incluíram 28 estudos, incluindo 26 estudos sobre a SARS e 2 sobre a MERS.

O que foi encontrado: No momento desta revisão, os estudos incluídos mostraram que a qualidade de vida relacionada à saúde estava consideravelmente reduzida em sobreviventes da SARS e MERS, mesmo 12 meses após a alta.

No momento desta revisão, os estudos incluídos mostraram que complicações comuns entre os sobreviventes incluíam anormalidades da função pulmonar, capacidade reduzida de exercício e consequências psicológicas, como depressão, transtorno de estresse pós-traumático e ansiedade.

Com base nas evidências disponíveis em estudos de pacientes com SARS e MERS, os autores da revisão concluíram que os médicos e serviços de reabilitação devem antecipar problemas de saúde a longo prazo semelhantes em sobreviventes de COVID-19, investigá-los adequadamente e planejar tratamentos adequados e oportunos para melhor recuperação e qualidade de vida possível.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share