Registos eletrónicos clínicos/de saúde nos cuidados primários

Added May 13, 2020

Citation: Holroyd-Leduc JM, Lorenzetti D, Straus SE, et al. The impact of the electronic medical record on structure, process, and outcomes within primary care: a systematic review of the evidence. Journal of the American Medical Informatics Association 2011; 18: 732-7

De que se trata? A pandemia da COVID-19 está a pressionar os serviços de saúde. A pesquisa existente sobre o uso de registos clínicos eletrónicos (RCE) ou registos de saúde eletrónico (RSE) podem fornecer informações úteis para ajudar os decisores políticos.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram pesquisas avaliando RCE/RSE nos cuidados primários. Restringiram a sua pesquisa a artigos publicados em inglês entre janeiro de 1998 e janeiro de 2010. Identificaram 30 estudos (na sua maioria estudos de observação e qualitativos), que avaliaram o impacto dos RCE/RSE nas estruturas de saúde (5 estudos), no processo (21) e nos resultados (4).

O que foi encontrado: Os impactos dos RCE/RSE nos resultados e nos custos de saúde são incertos, mas a pesquisa nesta revisão sugere que afeta apenas marginalmente na melhoria de saúde.

Os RCE foram preferidos em relação aos registos em papel pela legibilidade e acessibilidade.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share