Prevenção e controlo das doenças transmissíveis em centros de acolhimento de migrantes

Added April 23, 2020

Citation: Riccardo F, Suk JE, Espinosa L, et al. Key dimensions for the prevention and control of communicable diseases in institutional settings: a scoping review to guide the development of a tool to strengthen preparedness at migrant holding centres in the EU/EEA. International Journal of Environmental Research and Public Health 2018; 15(6): 1120

De que se trata? A pandemia da COVID-19 é especialmente preocupante para as populações residentes em locais superpovoado. Os centros de acolhimento de migrantes enfrentam vários desafios na prevenção e controlo das doenças transmissíveis. Por exemplo, na União Europeia/Espaço Económico Europeu (UE/EEE), migrantes sem documentos e requerentes de asilo são frequentemente colocados em alojamento de emergência ou instalações onde são realizadas as primeiras verificações médicas e rastreio.

Nesta revisão abrangente, os autores pesquisaram estudos para 1) identificar desafios na prevenção e controlo das doenças transmissíveis nos centros de acolhimento para migrantes e contextos institucionais semelhantes, e 2) descrever abordagens apropriadas para avaliar os pontos fortes e os pontos fracos no endereçamento das doenças transmissíveis nos centro de acolhimento de migrantes. Restringiram a sua pesquisa a artigos publicados em inglês, francês e italiano entre 2000 e 2015 e a pesquisa mais recente em dezembro de 2015. Incluíram 43 artigos de revistas e 54 relatórios da literatura cinzenta.

O que se encontrou: Vias de transmissão frequentes em centros de acolhimento de migrantes incluem a transmissão entre seres humanos, infeções transmitidas pela água e pelos alimentos e infeções cutâneas.

As intervenções críticas na prevenção e controlo de doenças transmissíveis incluem as condições de vida, nomeadamente a minimização do superpovoamento; coordenação eficaz entre as várias partes interessadas; informação médica, especialmente relacionada com a detecção precoce e a divulgação; recursos humanos; infraestruturas físicas e financiamento da saúde.

O testemunho e a experiência dos estabelecimentos penitenciários podem ser pertinentes na informação sobre eixos prioritários e políticas nos centros de acolhimento de migrantes devido às suas semelhanças.

O que é incerto: De um modo geral, pouca investigação abordou especificamente os desafios e necessidades relacionadas com a gestão das doenças transmissíveis nos centros de acolhimento de migrantes na UE/EEE. Não existe nenhuma norma comum ou referência para os centros de acolhimento de migrantes da UE/EEE relativa à prevenção e controlo de doenças transmissíveis.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share