Os testes de anticorpos podem ser eficazes na indicação de infeção passada com COVID-19

Added July 23, 2020

Citation: Deeks JJ, Dinnes J, Takwoingi Y, et al. Antibody tests for identification of current and past infection with SARS‐CoV‐2. Cochrane Database of Systematic Reviews 2020(6).CD013652.

De que se trata? A detecção e o diagnóstico precoce e eficiente de pacientes com infeção por COVID-19 são importantes.

Nesta revisão da Cochrane, os autores pesquisaram estudos sobre a precisão diagnóstica dos testes de anticorpos (IgA, IgG, IgM) para determinar se uma pessoa tem ou já teve infeção por SARS-CoV-2 Não restringiram as suas pesquisas por idioma de publicação, mas restringiram a sua pesquisa a artigos publicados entre 2019 e 2020 e fizeram a pesquisa em 27 de abril de 2020. Incluíram 54 estudos: Ásia (38), Europa (15) e ambos os EUA e a China (1). Também identificaram mais 34 estudos em andamento e 3 artigos, que aguardam avaliação.

O que funciona: No momento desta revisão, os estudos incluídos mostraram que os testes de anticorpos provavelmente desempenham um papel útil na detecção de uma anterior infeção por SARS-CoV-2, se usada 15 ou mais dias após o início dos sintomas em pessoas hospitalizadas devido a COVID -19.

Os autores da revisão observaram que a qualidade dos estudos limitava a sua confiança na validade de seus resultados. No entanto, a especificidade era geralmente alta, de modo que um resultado positivo provavelmente indicava infeção anterior. A sensibilidade foi variável, portanto os testes podem ser menos eficazes na exclusão de infeções anteriores. 

O que não funciona: Nada foi observado, mas afigurou-se que os testes no ponto de atendimento não eram tão eficazes como os realizados em laboratório.   

O que é incerto: No momento desta revisão, a eficácia comparativa de diferentes formas do teste, a eficácia dos testes de anticorpos em pessoas que nunca foram internadas no hospital e a duração do aumento de anticorpos permanecem incertas.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share