Os protocolos de desmame reduzem a duração da ventilação mecânica em adultos em estado crítico

Added March 25, 2020

Citation: Blackwood B, Burns KEA, Cardwell CR, et al. Protocolized versus non-protocolized weaning for reducing the duration of mechanical ventilation in critically ill adult patients. Cochrane Database of Systematic Reviews 2014; (11): CD006904.

De que se trata? Alguns pacientes com COVID-19 vão ficar em estado crítico e vão precisar de suporte respiratório. Este pode ser fornecido através de ventilação mecânica (VM) numa unidade de cuidados intensivos (UCI). Os médicos usam vários métodos para retirar as pessoas da VM à medida que recuperam, incluindo protocolos de desmame formais.

Nesta revisão sistemática da Cochrane, os autores procuraram ensaios aleatorizados e quasi-aleatorizados dos efeitos dos protocolos de desmame na redução do tempo que os pacientes em estado crítico passam em VM. Não restringiram por idioma de publicação e conduziram as investigações em janeiro de 2014. Identificaram 13 ensaios nos quais os médicos usaram protocolos de desmame para os guiar na redução do suporte através de VM e quatro nos quais a VM foi reduzida automaticamente por computadores programados para seguir um protocolo.

O que funciona: O uso de protocolos de desmame reduz a média total de tempo passado em VM, a duração do desmame e o tempo de internamento na UCI, sem causar quaisquer danos adicionais.

O que não funciona: Os protocolos não demonstram benefício em pacientes neurocirúrgicos.

O que é incerto: Foi estudada uma ampla variedade de protocolos de desmame, e não é claro quais os protocolos que funcionam melhor para cada tipo de paciente.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share