Os apoios financeiros para a saúde infantil e bem estar em agregados familiares de baixo rendimento ou desfavorecidos em países desenvolvidos

Added May 6, 2020

Citation: Lucas PJ, McIntosh K, Petticrew M, et al. Financial benefits for child health and well‐being in low income or socially disadvantaged families in developed world countries. Campbell Systematic Reviews 2008; 4(1): 1-93

O que é isto: A pandemia de COVID-19 e as medidas associadas à mesma, têm levado a perdas de emprego e à redução do rendimento familiar, colocando mais famílias em dificuldades financeiras.  O fecho de escolas e do comércio também estão a manter as crianças em casa, e pode aumentar a tensão familiar e afetar negativamente o bem-estar das crianças.  As pesquisas existentes sobre os benefícios financeiros para a saúde infantil podem fornecer informações úteis para os formuladores de políticas.

Nesta revisão sistemática de Campbell, os autores procuraram estudos sobre os efeitos de benefícios financeiros para famílias em desvantagem socioeconômica. Eles não restringiram as pesquisas por data ou idioma de publicação e realizaram a sua pesquisa mais recente em junho de 2006. Os estudos incluem nove testes aleatórios (total: >25 000 participantes), os quais eram originalmente do Canadá (1 estudo) e dos Estados Unidos da América (8 estudos).

O que foi descoberto: O valor monetário de muitas intervenções foi considerado baixo. Para uma família completa, esse aumento de rendimento pode ter sido baixo demais para afetar o bem-estar da criança. Além disso, muitos dos programas estavam limitados a avaliar os efeitos em benefícios temporários e de curto prazo e exigiam que os pais cumprissem os requisitos de trabalho

Um pequeno aumento no dinheiro fornecido às famílias pobres e socialmente desfavorecidas vinculadas às exigências de trabalho não pareceu melhorar a saúde ou o bem-estar das crianças.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share