Medidas de triagem de viajantes para doenças infecciosas

Added May 29, 2020

Citation: Mouchtouri VA, Christoforidou EP, An der Heiden M, et al. Exit and entry screening practices for infectious diseases among travelers at points of entry: looking for evidence on public health impact. International Journal of Environmental Research and Public Health 2019; 16(23): 4638

DOI: 10.3390/ijerph16234638

De que se trata? Medidas de triagem de entrada e saída em aeroportos, portos, e fronteiras terrestres poderiam ser usadas nas tentativas para reduzir a transmissão do COVID-19. Pesquisas existentes sobre estas estratégias para outras doenças infecciosas podem fornecer informações importantes aos responsáveis políticos para ajudar com isto.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram relatórios sobre as práticas em todo o mundo,implementações de diretrizes, experiências, estruturas, processos e avaliações dos resultados de medidas de triagem de entrada e saída de rotina ou ad hoc usados globalmente como parte da reação de um país a uma emergência mundial de saúde. Restringiram a pesquisa a artigos divulgados em publicações sujeitas à apreciação prévia de avaliadores, ou publicados por organizações nacionais e internacionais, escritos em inglês, alemão, neerlandês ou grego entre 2003 e 2018. Incluíram 82 artigos científicos, 6 documentos/relatórios feitos por agências públicas de saúde e 26 diretrizes/relatórios feitos por organizações internacionais que continham as medidas de triagem para a síndrome respiratória aguda grave (SARS, do inglês Severe Acute Respiratory Syndrome), a pandemia de influenza (H1N1) de 2009, a Dengue, a febre Zika, a febre Chikungunya, e a doença do vírus Ebola.

O que foi encontrado: A implementação de medidas de triagem deve ser examinada caso a caso após considerar as características da doença e do surto, o estado do país e os recursos disponíveis. Mesmo assim, os efeitos não são certos.

Medidas de triagem nas entradas podem fornecer uma oportunidade para conscientizar e educar viajantes, coletar dados para rastreamento, e preservar a confiança pública.

Medidas de triagem nas saídas podem desencorajar pessoas doentes ou que tiveram contato com pessoas doentes de viajar, e devem ser aplicadas em conjunto com outras medidas incluindo estratégias de informação, investigações epidemiológicas, rastreamentos, vacinações e quarentenas.

Aviso LegalEste resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share