Intervenções para reduzir visitas ao serviço de urgência por utentes frequentes adultos

Added April 30, 2020

Citation: Moe J, Kirkland SW, Rawe E, et al. Effectiveness of interventions to decrease emergency department visits by adult frequent users: a systematic review. Academic Emergency Medicine 2017; 24(1): 40-52

De que se trata? A pandemia de COVID-19 está a colocar uma enorme pressão sobre os sistemas de saúde. Existem pesquisas sobre os modos de reduzir visitas frequentes ao serviço de urgência (ED, na sigla em inglês) que podem fornecer informação para aliviar esta pressão.

Nesta análise sistemática, os autores procuraram estudos que avaliaram os efeitos de intervenções destinadas a reduzir a frequência de visitas ao ED por utentes frequentes adultos do ED. Não restringiram por data, tipo ou idioma de publicação e fizeram a sua pesquisa em outubro de 2014. Incluíram 21 estudos antes-depois não controlados, 6 ensaios aleatórios e 4 estudos antes-depois controlados.

O que funciona: A gestão de casos reduziu a frequência de visitas ao ED por utentes frequentes adultos.

Planos de assistência pessoais reduziram a frequência de visitas ao ED por utentes frequentes adultos.

Redirecionando pacientes para os cuidados de saúde não urgentes reduziu a frequência de visitas ao ED por utentes frequentes adultos.

Registos impressos de casos reduziram a frequência de visitas ao ED por utentes frequentes adultos.

Assistência social domiciliária reduziu a frequência de visitas ao ED por utentes frequentes adultos.

O que não funciona: Nada registado. 

O que não se sabe: Nada registado.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share