Intervenções para alterar a duração das consultas com os médicos da atenção primária: os efeitos são incertos

Added May 28, 2020

Citation: Wilson AD, Childs S, Gonçalves‐Bradley DC, et al. Interventions to increase or decrease the length of primary care physicians’ consultation. Cochrane Database of Systematic Reviews 2016; 8: CD003540

De que se trata? A pandemia de COVID-19 está a pressionar os sistemas de saúde e os profissionais da saúde. As pesquisas existentes sobre intervenção para alterar a duração das consultas entre médicos e pacientes da atenção primária podem fornecer aos formuladores de políticas informações para ajudar nisso.

Nesta revisão sistemática, os autores buscaram ensaios clínicos randomizados e não randomizados de intervenções destinadas a alterar a duração das consultas de cuidados primários. Eles fizeram a sua pesquisa em janeiro de 2016. Eles incluíram 2 ensaios randomizados e 3 ensaios não randomizados (todos do Reino Unido) e classificaram a força geral das evidências como muito baixa. Eles também identificaram um estudo em andamento (também do Reino Unido). 

O que funciona: Nada a observar.

O que não funciona: Nada a observar.

O que é incerto: Se alterar a duração de uma consulta primária leva a alterações na duração real da consulta, número ou encaminhamentos e exames, receitas médicas, os recursos utilizados ou a satisfação do paciente são incertos.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share