Intervenções de telemedicina nos cuidados primários

Added May 2, 2020

Citation: Bashshur R, Howell J, Krupinski E, et al. The empirical foundations of telemedicine interventions in primary care. Telemedicine Journal and E-Health 2016; 22(5): 342-75

De que se trata? A pandemia do COVID-19 está a colocar uma enorme pressão sobre os sistemas de saúde. As pesquisas existentes sobre o uso da telemedicina nos cuidados primários podem fornecer informações para o facilitar e apoiar um ambiente mais seguro aos prestadores de cuidados primários e aos seus pacientes.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram pesquisas avaliando a viabilidade, aceitação e impacto de intervenções de telemedicina nos cuidados primários. Restringiram sua pesquisa a artigos publicados entre 2005 e 2015. Incluíram 86 estudos, que abrangeram a viabilidade e a aceitação (35 estudos), resultados intermédios (36), resultados de saúde (7) e custos (8).

Conclusão: A telemedicina pode ser uma componente viável e integral dos cuidados primários em todo o mundo.

A telemedicina demonstrou ser aceitável e viável nos cuidados primários.

A telemedicina pode ser mais aceitável para os pacientes do que para os profissionais de saúde.

Os dados de resultados são limitados, mas sugerem que, em geral, as intervenções de telemedicina são tão eficazes e económicas quanto os cuidados tradicionais.

Ainda existem desafios na identificação do impacto da telemedicina nos resultados clínicos e na padronização de métodos em relação ao custo.

O que não se sabe: O impacto da telemedicina em grupos demográficos específicos (com base na idade, género e estatudo socioeconómico) é incerto.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share