Intervenções de autogestão que incluam planos de ação para exacerbações versus cuidados habituais em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crónica

Added June 15, 2020

Citation: Lenferink A, Brusse‐Keizer M, van der Valk PD, et al. Self‐management interventions including action plans for exacerbations versus usual care in patients with chronic obstructive pulmonary disease. Cochrane Database of Systematic Reviews. 2017;(8):CD011682

De que se trata? Pacientes com problemas respiratórios, como a doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), podem correr um maior risco de desenvolver complicações após infecção pela COVID-19. A pesquisa existente acerca de intervenções que visem melhorar os processos de autogestão pode fornecer informações úteis para pacientes, profissionais de saúde e responsáveis políticos.

Nesta avaliação da Cochrane, os autores procuraram por estudos aleatórios que comparassem intervenções de autogestão da DPOC que incluíssem um plano de acção por escrito para exacerbações agudas versus cuidados habituais. As suas pesquisas não foram limitadas por língua de publicação e foram realizadas em Maio de 2016. Foram incluídos 21 ensaios clínicos aleatórios e um estudo aleatório por cluster (total: 3854 participantes). Foram ainda identificados 2 estudos ainda a decorrer e 12 artigos que aguardam avaliação.

O que resulta:  Pacientes colocados em intervenções de autogestão com planos de acção  para exacerbações apresentaram uma melhor qualidade de vida em termos de saúde do que os pacientes colocados em cuidados habituais, particularmente aqueles cujas intervenções incluíam um programa de cessação tabágica.

Os internamentos hospitalares relacionados com problemas no sistema respiratório foram menores em pacientes colocados em intervenções de autogestão com planos de acção para exacerbações , em comparação com aqueles colocados em cuidados habituais.

O que não resulta: Nada registado.

O que é incerto: É clinicamente incerto que haja uma diferença de qualidade de vida relacionada com a saúde entre pacientes colocados em intervenções de autogestão com planos de acção para exacerbações e entre aqueles em cuidados habituais.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share