Incentivos financeiros para prescritores: efeitos não são claros

Added June 6, 2020

Citation: Rashidian A, Omidvari AH, Vali Y, et al. Pharmaceutical policies: effects of financial incentives for prescribers. Cochrane Database of Systematic Reviews 2015; (8): CD006731

De que se trata? A pandemia da COVID-19 está a colocar uma enorme pressão sobre os serviços de prestação de cuidados de saúde. Os custos farmacêuticos representam uma grande percentagem das despesas de saúde, e a investigação existente sobre políticas destinadas a limitar os custos farmacêuticos sem afetar os cuidados aos doentes pode fornecer informações aos responsáveis políticos que os ajudem relativamente a esta matéria.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram estudos de eficácia comparativa sobre os efeitos das políticas que pretendem afetar a prescrição através de incentivos financeiros aos prescritores. Fizeram a pesquisa em janeiro de 2015. Incluíram 18 estudos, todos de países de elevado rendimento. Os estudos avaliaram as políticas orçamentais farmacêuticas (14 estudos), as políticas de remuneração pelo desempenho (3) e uma política de redução da taxa de reembolso (1).

O que foi constatado: Embora os incentivos financeiros possam conduzir a algumas alterações nos padrões de prescrição, existem poucas evidências dos seus efeitos.

Os efeitos das políticas orçamentais farmacêuticas na qualidade dos cuidados prestados e nos resultados de saúde não são claros.

Os efeitos das políticas de remuneração do desempenho na qualidade dos cuidados prestados e os resultados em termos de saúde não são claros.

Os efeitos das políticas de redução da taxa de reembolso na qualidade dos cuidados prestados e nos resultados em termos de saúde não são claros.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share