Evitar a admissão hospitalar e a alta hospitalar precoce para hospitalização domiciliária poderá libertar camas de hospital para pessoas com COVID-19

Added April 16, 2020

Citation: Shepperd  S, Iliffe  S, Doll  HA, et al. Admission avoidance hospital at home. Cochrane Database of Systematic Reviews 2016; (9): CD007491

Citation: Gonçalves‐Bradley DC, Iliffe  S, Doll  HA, et al. Early discharge hospital at home. Cochrane Database of Systematic Reviews 2017; (6): CD000356

De que se trata? Serviços como a hospitalização domiciliária oferecem uma alternativa à hospitalização e podem diminuir a necessidade de camas de hospital. Estas estratégias estabelecem a função de evitar a admissão hospitalar e de dar alta hospitalar precoce. A evidência recolhida até à data não pode ser aplicada diretamente à população hospitalizada devido ao COVID-19, mas pode ser usada pelos responsáveis pelo planeamento de serviços de saúde que procuram alternativas à hospitalização para algumas das outras populações, libertando, deste modo, camas de hospital para pessoas com COVID-19.

Nestas duas revisões sistemáticas da Cochrane, os autores procuraram ensaios aleatorizados sobre os efeitos de evitar a admissão hospitalar e da alta hospitalar precoce para hospitalização domiciliária. As pesquisas relativas à revisão sobre evitar a admissão hospitalar (16 estudos incluídos) foram concluídas em março de 2016, e à revisão sobre a alta hospitalar precoce (32 estudos incluídos) em janeiro de 2017. As revisões estão a ser atualizadas e incluirão um grande ensaio sobre hospitalização domiciliária para evitar a admissão hospitalar que ainda não foi publicado.

O que funciona: A hospitalização domiciliária para evitar a admissão hospitalar, com a possibilidade de transferência para o hospital, poderá constituir uma alternativa eficaz aos cuidados de pacientes em internamento para um grupo selecionado de pacientes idosos que necessitam de admissão hospitalar.

A alta hospitalar precoce para hospitalização domiciliária reduz provavelmente a duração do internamento hospitalar em pessoas que estejam a recuperar de um acidente vascular cerebral.

A alta hospitalar precoce para hospitalização domiciliária de pessoas idosas com uma combinação de doenças que requer hospitalização pode reduzir a duração do internamento hospitalar.

A alta hospitalar precoce para hospitalização domiciliária no seguimento de uma cirurgia (a maioria dos ensaios recrutou pessoas a recuperar de uma cirurgia ortopédica) reduz a duração do internamento hospitalar.

O que não funciona: Nada registado.

O que não se sabe: Os efeitos da hospitalização domiciliária para evitar a admissão hospitalar nos custos para os serviços de saúde não são claros.

Os efeitos da alta hospitalar precoce para hospitalização domiciliária nos resultados de saúde, na readmissão hospitalar e custos não são claros.

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share