Contaminação de dispositivos informáticos em ambientes de cuidados de saúde

Added June 8, 2020

Citation: Ide N, Frogner BK, LeRouge CM, et al. What’s on your keyboard? A systematic review of the contamination of peripheral computer devices in healthcare settings. BMJ Open. 2019;9(3):e026437

De que se trata? As práticas de prevenção e controlo de infeções são importantes em ambientes de cuidados de saúde, em particular, durante a pandemia da COVID-19. Investigações pré-existentes sobre o alcance da contaminação de material informático em ambientes clínicos e os meios para eliminar essa contaminação poderão oferecer informações úteis aos decisores políticos.

Neste relatório sistemático, os autores procuraram pesquisas que analisassem as taxas de contaminação hardware informático (como teclados, ratos, portáteis e tablets) e os efeitos das técnicas de desinfeção, em países de rendimentos elevados ou médio-elevados. Restringiram a pesquisa a artigos publicados em língua inglesa entre 1990 e julho de 2017. Foram identificados 50 estudos sobre a contaminação de dispositivos e 25 estudos sobre práticas de desinfeção ou de limpeza.

Conclusões: O equipamento informático em ambientes de cuidados de saúde foi frequentemente contaminado, sendo a maioria dos agentes contaminantes os organismos comensais da pele. Com frequência, foram ainda identificados alguns potenciais organismos patogénicos, tais como staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA).

Práticas de desinfeção poderão reduzir a contaminação, através de práticas eficazes como preparados de limpeza específicos (como produtos que contenham cloro ou lixívia), dispositivos emissores de luz ultravioleta e protocolos de limpeza reforçados.

Ainda não é certo que exista uma relação entre a contaminação de material informático em ambientes de cuidados de saúde e a subsequente colonização ou infeção de funcionários e doentes.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share