Coloides e cristaloides podem ter efeitos semelhantes na mortalidade quando utilizados para reposição de fluidos em pacientes em estado crítico

Added March 27, 2020

Citation: Lewis SR, Pritchard MW, Evans DJW, et al. Colloids versus crystalloids for fluid resuscitation in critically ill people. Cochrane Database of Systematic Reviews 2018; (8): CD000567.

De que se trata? Alguns pacientes com COVID-19 vão ficar em estado crítico e poderão necessitar de fluidos adicionais para prevenir a falência dos rins. As opções de reposição de fluidos incluem coloides ou cristaloides. Os coloides são baratos e fáceis de usar, mas podem agravar o edema. Os cristaloides são mais caros, proporcionam uma expansão de volume mais rápida, mas podem provocar reações alérgicas, perturbações da coagulação do sangue e falência renal.

Nesta revisão sistemática da Cochrane, os autores procuraram ensaios aleatórios e quasi-aleatórios, que comparam soluções coloides (amidos, dextranos, albumina ou Plasma Fresco Congelado (PFC)) com soluções cristaloides (isotónicas ou hipertónicas) em pacientes que estavam em estado crítico devido a trauma, queimaduras ou septicemia e necessitavam de reposição do volume de fluidos. Não restringiram a revisão sistemática por data, tipo ou idioma de publicação, e as suas investigações foram efetuadas em Fevereiro de 2018. Identificaram 65 ensaios aleatórios e 4 ensaios quasi-aleatórios (aproximadamente 30.000 participantes). Os ensaios avaliaram as soluções de amido, dextranos, gelatinas e albumina ou PFC.

O que funciona : Nada foi reportado.

O que não funciona : As diferentes formas de colóides (amidos, dextranos, albumina ou PFC), ou gelatinas, provavelmente fazem pouca ou nenhuma diferença na mortalidade quando comparados com os cristaloides em pacientes em estado crítico. Contudo, é provável que os amidos aumentem ligeiramente a necessidade de transfusão de sangue e de terapia de substituição da função renal.

O que é incerto : Não é claro se o uso de dextranos, albumina ou PFC, ou cristaloides afeta a necessidade de transfusão de sangue. Também não é claro se os eventos adversos são mais comuns com coloides ou com cristaloides.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share