Casas inteligentes para idosos com condições crónicas: os efeitos em muitos dos resultados de saúde são incertos

Added August 11, 2020

Citation: Liu P, Li G, Jiang S, Liu Y, Leng M, Zhao J, Wang S, Meng X, Shang B, Chen L, Huang SH. The effect of smart homes on older adults with chronic conditions: A systematic review and meta-analysis. Geriatric Nursing. 2019 Sep-Oct;40(5):522-30.

Free to view: No

Do que se trata? A pandemia Covid-19 está a colocar pressão sobre os recursos e serviços de saúde. A pesquisa existente sobre os efeitos de casas inteligentes em idosos com condições crónicas pode fornecer informações úteis para os responsáveis políticos.

Nesta revisão sistemática, os autores pesquisaram testes aleatórios de tecnologias relacionadas com sistemas de acompanhamento doméstico inteligente para adultos com mais de 60 anos de idade. Eles restringiram as suas pesquisas a artigos publicados em inglês e chinês e realizaram a pesquisa em julho de 2018. Eles incluíram 14 estudos (1604 participantes), provenientes da Austrália (1 estudo), Dinamarca (1), Itália (1), Coreia (2) e os EUA (9).

O que funciona: As casas inteligentes melhoraram o funcionamento físico e a depressão em idosos com condições crónicas.

Os idosos com condições crónicas mostraram altos níveis de satisfação com os serviços de tele-acompanhamento em cinco categorias: proteção da privacidade, serviço de enfermagem, dispositivo de tele-acompanhamento, disponibilidade para a utilização do dispositivo e prestação de cuidados oportunos.

O que não funciona: As casas inteligentes não afetaram a frequência de admissões nos hospitais, a qualidade de vida, as idas aos seviços de urgência ou o número de dias passados no hospital.

O que é incerto: Muitos aspetos da eficácia das tecnologias de saúde em casa são incertos.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share