Aumento da exposição a espaços verdes demonstrou reduzir stress, acidente vascular cerebral, hipertensão, asma e doença cardíaca

Added April 7, 2020

Citation: Twohig-Bennett C, Jones A. The health benefits of the great outdoors: A systematic review and meta-analysis of greenspace exposure and health outcomes. Environmental Research 2018; 166: 628-37

De que se trata? A pandemia do COVID-19 levou ao encerramento de algumas instalações para atividades de lazer, bares, restaurantes, cafés e, perante a necessidade de auto-isolamento e de distanciamento social, os parques e os espaços verdes transformaram-se num importante recurso para obter potenciais benefícios de saúde e de bem-estar.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram estudos de observação e de intervenção que investigaram os efeitos da exposição a espaços verdes nos resultados a nível de saúde física. Definiram espaço verde como terreno aberto, não urbanizado com vegetação natural, assim como espaços verdes urbanos, que incluem parques urbanos e espaços verdes da rua. Restringiram a sua pesquisa a publicações de língua inglesa, e fizeram a pesquisa em janeiro de 2017. Identificaram 103 estudos de observação e 40 estudos de intervenção, que investigaram aproximadamente 100 resultados a nível de saúde física.

O que funciona: O aumento da exposição a espaços verdes foi associado a indicadores de stress reduzido e menor incidência de acidente vascular cerebral, hipertensão, asma e doença cardíaca.

O que não funciona: Nada a observar.

O que é incerto: Dado que tal evidência não se encontrava disponível para a revisão, não é claro de que forma os protocolos de distanciamento social podem ajudar as pessoas a continuar a ter acesso a espaços verdes durante o surto de COVID-19.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share