As intervenções de planeamento de crises para pessoas com doença psicótica ou desordem bipolar

Added June 10, 2020

Citation: Molyneaux E, Turner A, Candy B, et al. Crisis-planning interventions for people with psychotic illness or bipolar disorder: systematic review and meta-analyses. BJPsych Open 2019;5(4):e53

De que se trata? A Covid-19 está a colocar pressão sobre os cuidados de saúde. As investigações existentes acerca de intervenções que possam ajudar a reduzir o fardo sobre os sistemas de saúde, tais como o planeamento de crises para doentes que possam ter uma futura crise de saúde mental, podem fornecer informações úteis aos decisores políticos.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram por ensaios aleatorizados de intervenções de planeamento de crises em adultos com doenças psicóticas ou desordem bipolar. As pesquisas foram efetuadas em outubro de 2018 e não foram restringidas ao idioma da publicação. Foram identificados 3 ensaios que foram limitados a participantes com desordens psicóticas ou bipolares (941 pacientes) e 2 ensaios que incluíram populações mistas de serviços de cuidados de saúde mental secundários (399 pacientes).

O que funciona: As intervenções de planeamento de crises reduzem o risco de admissões obrigatórias entre indivíduos com doença psicótica ou desordem bipolar.

O que não funciona: Não existe evidência estatística de que as intervenções de planeamento de crises reduzem as admissões voluntárias ou as admissões psiquiátricas no total.

O que não se sabe: Há incerteza acerca dos efeitos das intervenções de planeamento de crises sobre outros grupos em risco de admissão obrigatória.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share