Abordagens baseadas em dinheiro em situações de emergência humanitária

Added April 25, 2020

Citation: Doocy S, Tappis H. Cash‐based approaches in humanitarian emergencies: a systematic review. Campbell Systematic Reviews 2017; 17

O que é isto: muitos países estão a adotar transferências de dinheiro para as famílias que sofrem uma perda de vencimento durante a pandemia da COVID-19. A investigação existente sobre os efeitos das abordagens baseadas em dinheiro em situações de emergência humanitária pode fornecer elementos de prova que sirvam de base a estas estratégias.

Nesta revisão sistemática Campbell, os autores procuraram estudos que avaliassem os efeitos das abordagens baseadas em dinheiro nos resultados individuais e familiares em situações de emergência humanitária. Restringiram as suas pesquisas a estudos publicados a partir de 2000 e realizaram a pesquisa em novembro de 2014. Resumiram os resultados de 5 estudos de efeitos, 10 estudos de eficácia e 108 estudos de barreiras e facilitadores da implementação da assistência humanitária com dinheiro.

O que foi descoberto: as transferências de dinheiro podem ser uma estratégia eficaz para a prestação de assistência humanitária.

As transferências monetárias incondicionais conduziram a uma maior diversidade e qualidade alimentar do que as transferências de alimentos, mas as transferências de alimentos são mais bem-sucedidas no aumento do consumo calórico per capita do que as transferências monetárias incondicionais e os cupões.

As transferências incondicionais de dinheiro podem ser mais eficazes do que os cupões para aumentar as poupanças das famílias e igualmente eficazes para aumentar a propriedade dos ativos do agregado familiar.

As transferências móveis podem constituir um mecanismo de proteção dos ativos mais eficaz do que as transferências físicas em dinheiro. Têm custos variáveis baixos, mas um grande custo fixo de arranque, especialmente se esse sistema ainda não estiver em funcionamento.

Fornecer cupões em vez de dinheiro ou alimentos, especialmente cupões restritos, é dispendioso, mas as transferências de dinheiro exigem normalmente que o destinatário se desloque a algum lugar para recolher a transferência, o que pode não ser desejável ou possível sob restrições de circulação.

O que não se sabe: o sistema de distribuição mais adequado para cada país ou cenário é incerto.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share