A ribavirina foi benéfica para os doentes com SARS e MERS – é incerto se é eficaz para doentes com COVID-19

Added April 6, 2020

Citation: Luo T, Na Y, Tan L, et al. The Possibility of Ribavirin in the Treatment of the Coronavirus Disease 2019: A Systematic Review. China Pharmaceuticals 2020; 29(5): 34-9

O que é? Tal como o COVID-19, a síndrome respiratória aguda grave (SARS) e a síndrome respiratória do Médio Oriente (MERS) são doenças respiratórias agudas causadas por um coronavírus. Ribavirin foi usado para tratar pacientes com estes prévios coronavírus e pode ser considerado como um tratamento para COVID-19.

Nesta revisão sistemática, os autores pesquisaram bancos de dados com publicações chinesas e inglesas por qualquer investigação que tenha testado ribavirina como um tratamento de SARS ou MERS. Fizeram esta pesquisa em fevereiro de 2020. Identificaram 8 estudos de coorte retrospectivos, 8 relatórios de casos e 2 revisões sistemáticas. Nove destes são relativos a SARS e 9 a MERS.

O que funciona: Nada registado.

O que não funciona: Nada registado.

O que é incerto: Embora ribavirina tenha sido benéfico para SARS e MERS, não se sabe se será um tratamento eficaz para doentes com COVID-19.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share