A prisão não é mais eficaz do que as sanções comunitárias para reduzir a reincidência

Added April 25, 2020

Citation: Villettaz P, Gillieron G, Killias, M. The effects on re‐offending of custodial vs. non‐custodial sanctions: an updated systematic review of the state of knowledge. Campbell Systematic Reviews 2015; 1

O que é isto: qualquer ambiente que ponha um grande número de pessoas em contacto regular é um ambiente em que uma doença infecciosa respiratória, como a COVID-19, pode facilmente propagar-se. A prisão é uma situação desse tipo e a prova do recurso a penas privativas ou não privativas de liberdade pode informar as políticas sobre a detenção de pessoas condenadas por um crime.

Nesta revisão sistemática Campbell, os autores procuraram pesquisas que comparassem os efeitos das penas privativas e penas não privativas de liberdade na reincidência. Não restringiram por tipo ou idioma de publicação e pesquisaram estudos publicados entre 1961 e 2013. Incluíram 14 estudos.

O que foi descoberto: a prisão não é mais eficaz do que as sanções comunitárias para reduzir a reincidência.

O que não se sabe: é incerto se existem diferenças entre as penas de prisão e as sanções comunitárias sobre os resultados relacionados com a saúde, o emprego, a família e as redes sociais.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share