A integração vertical de cuidados de saúde nos EUA está associada a efeitos positivos na qualidade de cuidados de saúde

Added May 30, 2020

Citation: Hwang W, Chang J, LaClair M, et al. Effects of integrated delivery system on cost and quality. American Journal of Managed Care 2013; 19: e175-84

De que se trata? A pandemia da COVID-19 está a colocar pressão sobre os serviços de saúde. A investigação existente sobre os efeitos da integração vertical de cuidados de saúde (que são sistemas organizados e coordenados geridos por uma entidade financeira), pode facultar informações úteis aos decisores políticos.

Nesta revisão sistemática, os autores procuraram investigações que avaliassem os efeitos da integração vertical de cuidados de saúde nos EUA, nas despesas e na qualidade dos serviços de saúde. Restringiram as suas pesquisas a estudos publicados entre os anos de 2000 e 2011, específicos aos sistemas de saúde dos EUA. Identificaram 21 artigos com revisão por pares e 4 artigos sem revisão por pares. O impacto das despesas foi analisado em 8 destes artigos (5 com revisão por pares e 2 sem revisão por pares).

Resultados: A maior parte dos estudos demonstrou uma associação entre o aumento da integração vertical de sistemas de saúde nos EUA e a melhoria da qualidade de cuidados de saúde, por exemplo em relação à eficácia clínica, ao período de permanência, aos erros na medicação, ao número de visitas ao consultório, aos índices de hospitalizações e aos índices de resultados de saúde adversos. Contudo é incerto se as melhorias são devidas à integração ou às características associadas (por exemplo, com o maior uso de registos médicos eletrônicos e iniciativas de controlo de qualidade).

Vários estudos concluíram que nos EUA, pacientes que receberam tratamento para doenças crónicas em locais com integração vertical de cuidados de saúde, obtiveram melhores resultados.

Vários estudos concluíram que houve melhorias nos cuidados preventivos em locais com integração vertical de cuidados de saúde nos EUA.

Havia alguns indícios de uma redução de despesas de saúde em locais com integração vertical de cuidados de saúde nos EUA.

As provas a favor de uma redução de despesas de saúde em locais com integração vertical de cuidados de saúde nos EUA são fracas.

 

Aviso Legal: Este resumo foi escrito por funcionários e voluntários da Evidence Aid. O objetivo é tornar o conteúdo do documento original acessível aos responsáveis pela tomada de decisões envolvidos na pesquisa de evidências disponíveis sobre o coronavírus (COVID-19) que, inicialmente, podem não ter tempo para ler o relatório original na íntegra. Este resumo não pretende substituir o aconselhamento médico e de outros profissionais de saúde, associações profissionais, desenvolvedores de diretrizes ou governos nacionais e agências internacionais. Se os leitores deste resumo acharem que as evidências apresentadas são relevantes para a tomada de decisões, devem consultar o conteúdo e os detalhes do artigo original, bem como os conselhos e diretrizes oferecidos por outras fontes de informação, antes de tomar decisões. A Evidence Aid não pode ser responsabilizada por quaisquer decisões relativas ao coronavírus (COVID-19) tomadas com base apenas neste resumo.

Share